Estância Turística de Olímpia recebe o Circuito Sesc de Artes

0
51
Olímpia recebe o Circuito Sesc de Artes
Olímpia recebe o Circuito Sesc de Artes

A Estância Turística de Olímpia recebe mais uma edição do Circuito Sesc de Artes. No dia 29 de abril, a cidade tem apresentações de música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais e literatura.  O evento acontece na Praça Rui Barbosa, das 16h às 21h30.

 

Confira a programação do Circuito Sesc de Artes em Olímpia:

ARTES VISUAIS:

STICKER ART: ADESIVOS PERSONALIZADOS – COLETIVO SHN (SP)

O coletivo, que soma quase 20 anos de produção de stickers e arte de rua, transmite sua experiência ao público. Serigrafia, carimbo, desenho e colagem são algumas das técnicas simples e acessíveis que os participantes podem usar para desenvolver suas próprias etiquetas adesivas.

 

 CINEMA:

CINE DANCE! (SP)

O público se apropria de coreografias icônicas do cinema nesta instalação interativa. Munidos de figurino e fones de ouvido, os participantes dançam guiados por cenas como os clássicos passos de Gene Kelly na chuva, de Singin’ In The Rain, ou a dança imperdível de Jennifer Grey e Patrick Swayze em Dirty Dancing.

 

 LITERATURA:

POLAROIDE POÉTICA – RENAN INQUÉRITO E MÁRCIO SALATA (SP)

O público é convidado a escrever seu próprio poema manipulando as palavras que autores como Manoel de Barros, Alice Ruiz e Sérgio Vaz já usaram em suas obras para escrever seu próprio poema. Depois de fixar as palavras em um quadro metálico, o escritor diletante é fotografado com sua produção e leva a imagem para casa.

 

 DANÇA:

YEBO – GUMBOOT DANCE BRASIL (SP)

A batida de botas de borracha no solo deu origem ao gumboot, dança popular criada pelos trabalhadores das minas de ouro e carvão da África do Sul no século XIX. Neste espetáculo, bailarinos apresentam a dança, que faz uso da base rítmica, da percussão corporal e do canto.

 

 TEATRO:

HOMEM DA SILVA – SÉRGIO PARDAL (SP)

Esta tragédia contemporânea pondera sobre o homem e suas escolhas, tratando de decisões tomadas em situações-limite. Da Silva se depara com uma proposta de emprego inacreditável, absurda. Ninguém aceitaria, mas ele tinha como meta o trabalho e o sustento da família e foi em frente, questionando sua própria dignidade. Denso e intimista, o espetáculo é um convite à reflexão.

 

 CIRCO:

CARRILHÃO – COLETIVO NOPOK (RJ)( foto capa)

Mercadores de diferentes épocas e lugares do planeta ganham vida no espetáculo cheio de acrobacias e truques de equilíbrio. Os vários personagens exploram questões como a paixão pela prosa, a simpatia do mascate e aquilo que está em jogo em uma negociação: produtos, mas também palavras e ações.

 

 MÚSICA:

ORQUESTRA FREVO DE CAPIBARIBE (PE)

Patrimônio imaterial da humanidade, o frevo se apresenta em sua manifestação musical e dançante nesta celebração. O show faz um passeio pelos bailes e desfiles dos tradicionais blocos do Carnaval de Recife e Olinda, principiando com um cortejo de aquecimento e culminando numa grande festa.

Estância Turística de Olímpia , dia 29 de abril , na Praça Rui Barbosa, as 16h às 21h30

COMPARTILHE
Artigo anteriorCircuito Sesc de Artes percorre cidades da região
Próximo artigoComida di Buteco – Quibe de mortadela é aposta da família Santos, no Bar do Cidinho
Malu
Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.