Orlandeli compartilha processo de criação de álbum em quadrinhos no Sesc Rio Preto

0
15
Orlandeli compartilha processo de criação de álbum em quadrinhos no Sesc Rio Preto
Orlandeli compartilha processo de criação de álbum em quadrinhos no Sesc Rio Preto

O cartunista e ilustrador Walmir Orlandeli compartilha, no Sesc Rio Preto, o passo a passo do processo de produção de sua mais recente obra, o álbum em quadrinhos “O Sinal”. O trabalho foi um dos ganhadores do edital de 2016 do ProAC (Programa de Ação Cultural) para criação e publicação de histórias em quadrinhos.

Orlandeli comanda o encontro “O sinal: da ideia à produção”, nesta quarta, dia 10, das 19h30 às 21h. A participação é gratuita e as inscrições devem ser feitas no local. São apenas 20 vagas e a atividade não é recomendada para menores de 12 anos.

Com 96 páginas, “O Sinal” traz a história de Afrânio, um personagem desiludido com o rumo da própria vida e que busca respostas para conseguir mudar esse cenário. Na atividade  o autor utiliza a obra como exemplo para analisar o processo de produção de um álbum em quadrinhos, desde a apresentação do projeto para o edital até as decisōes para chegar ao resultado final, como tipo de desenho, cores e soluções narrativas.

Orlandeli já teve outras obras contempladas pelo ProAC, entre as quais, “SIC”, em 2009, e “Daruma”, em 2014. Ele também é autor dos livros “O Mundo de Yang”, “Grump – Um dia eu cheio lá”, “SIC – vol 1” e “SIC – vol 2,” todos pela editora Sesi-SP, e da Graphic MSP “Chico Bento – Arvorada”, lançada pela Panini.

“O Sinal” foi lançado em dezembro passado, pela Marsupial Editora, na Comic Con Experience (CCXP), em Sāo Paulo, e em breve deve ter um lançamento em Rio Preto.

ENCONTRO
O sinal: da ideia à produção
Com

Orlandeli

, ilustrador e cartunista.

Lançada em dezembro de 2017, a obra O sinal traz um personagem disposto a seguir os sinais do universo para mudar sua vida. Interpretar esses sinais, no entanto, não se mostra tarefa fácil. Neste encontro, o autor utiliza-se de seu último trabalho como exemplo para analisar o processo de produção de um álbum em HQ, desde a elaboração do projeto para inscrição no edital (proac quadrinhos), até decisões sobre o processo criativo, como tipo de desenho, cores, soluções narrativas.

Dia 10, quarta, 19h30, no Espaço Tecnologias e Artes. 20 vagas. Grátis.

Artigo anteriorRio Preto abre inscrições para Rei Momo, Rainha e Blocos Carnavalescos
Próximo artigoVisita traz Gary Brown na Agerip, Royal Thermas Resort , Barretos Thermas Park e Cabaré

Sou jornalista com MBA em Gestão Empresarial pela FGV. No início da década de 80 atuei no Rádio e no jornal impresso. Como a curiosidade é a alma do bom jornalista, troquei Rio Preto pela mochila. Morei em Berlim, quando esta ainda era ladeado pelo muro, colhi uva nos campos franceses e vivi em Paris. Depois de viajar pela Europa fui morar em um Kibbutz onde conheci meu primeiro marido, um britânico. Na Inglaterra formei-me em catering pelo Southgate Technical College. De volta ao Brasil, fui ser agricultora orgânica e passei a assinar uma coluna sobre alimentação no Diário da Região. Em 99 nasceu a “Talk Club Assessoria”, uma das primeiras agências de assessoria de imprensa de Rio Preto. Durante uma década a empresa atendeu grandes clientes. Acompanhando o mercado a “Talk Club” se transformou em uma produtora de vídeo, e tem como sócio o cinegrafista e diretor de arte Luis Soares, meu atual marido. Em outubro 2007, criamos o primeiro programa de TV o “ Maturidade Feliz” Programa este que alcançou nível nacional, em 2010, na Rede Vida de Televisão. No final de novembro de 2010 surgiu o “ Malu Rodrigues Visita”, um programa de jornalismo social.